A série do momento é American Gods (Deuses Americanos). Baseada no livro de mesmo nome escrito por Neil Gaiman, ela coloca os deuses das antigas mitologias vivendo no meio do mundo contemporâneo. Com o passar do tempo, os diversos imigrantes dos Estados Unidos foram levando suas culturas e seus deuses. Mas atualmente os antigos deuses estão esquecidos, a partir da forte onda do consumismo americano, as pessoas só dispõem seu tempo para amar os deuses da tecnologia: a internet, as celebridades, e o dinheiro. A série mostrará o duelo entre os personagens dessas duas eras.

Eu amo o Neil Gaiman por ter escrito os quadrinhos Sandman, mas confesso que esse livro nunca me chamou atenção. Agora que estou assistindo a série, e adorando, fiquei curiosa para ler o livro. Acredito que as percepções da série por quem leu o livro devem ser um pouco diferentes, pois já sabem algumas respostas dos mistérios. A adaptação vai trazer algumas histórias novas, mas mesmo assim, os leitores do livro não terão muitas surpresas de enredo.

Os primeiros episódios introduzem os personagens principais: Shadow Moon e Mr. Wednesday. Shadow está prestes a ser libertado da prisão quando recebe a notícia de que sua mulher morreu em um acidente de carro junto com seu melhor amigo. No caminho para o enterro ele conhece Mr. Wednesday, um senhor bem peculiar e misterioso, que sem conhecer Shadow já sabia muito sobre ele e lhe oferece trabalho como guarda-costas. Quem conhece um pouco de mitologia certamente reconheceu o deus Odin (mitologia nórdica) em Mr. Wednesday.

As pessoas ao redor de Mr. Wednesday não são nada comuns, primeiro a série apresenta alguns dos seres mitológicos antigos: Mad Sweeney é um leprechaun (personagem da mitologia irlandesa), Bilquis é a deusa do amor (mitologia africana), Czernobog é o cão negro (mitologia russa), Mr. Jaquel é anúbis, o deus dos mortos (mitologia egípcia), entre outros. E então os novos deuses começam a aparecer, os primeiros são: Technical boy, o deus da tecnologia e a Media, a deusa da mídia/televisão. Os novos deuses fazem pensar muito sobre o domínio da tecnologia em nossas vidas, já os antigos, tem personalidades peculiares, não causam simpatia em um primeiro momento.

A série é muito bem feita em vários aspectos. As características de cada personagem são muito bem apresentadas. Destaque para as atuações impecáveis de Mr. Wednesday, feita por Ian McShane (Barba negra do Piratas do Caribe – 2011) e Mad Sweeney, interpretado por Pabro Schreiber (Pornstache do Orange Is The New Black 2013-2017). A fotografia da série é bastante artística e bem trabalhada, como dá para notar um pouco pelos cartazes promocionais acima. E apesar de ter muita fantasia, os efeitos especias são bem controlados, sem exageros, mostrando o sobrenatural como muito próximo da realidade e permitindo que o expectador imagine além do que é mostrado.

Adoro mitologia e mistério! Estou muito curiosa para o que ainda vai acontecer. Segundo o Neil Gaiman a primeira temporada irá contar um terço do livro, então ainda teria material para muitos novos episódios. Pretendo pesquisar mais sobre a história de cada um dos deuses citados no livro/série para conseguir aproveitar cada vez mais American Gods.

 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *