A capital da Argentina tem muitas coisas similares com o Brasil e com o Uruguai como o chimarrão, doce de leite e bons vinhos. Apesar de eu ter achado a comida e o custo de vida lá um pouco mais barato que o Brasil, coisas como roupas, livros, e utensílios em gerais, achei que não estavam valendo muito a pena. Então a maior parte das minhas compras acabaram sendo presentes.

 

Bebidas – um passeio que eu sempre faço nos lugares que visito é o do supermercado. Adoro ver os produtos diferentes dos outros países e no caso de Buenos Aires, o que mais me atraiu foram as bebidas. O vinho Argentino é bem famoso, eu gostaria de ter trazido mais porém como ainda ia para o Uruguai antes de voltar ao Brasil, seria trabalhoso andar com muitas garrafas, então me limitei a trazer um vinho argentino Latitud 33º (175 pesos), o licor inglês PIMM’S (140 pesos – comprei porque eu nunca vi pra vender por aqui), e Fernet Branca (330 pesos – um bitter italiano que se transformou em um clássico drink argentino misturando-o com coca-cola). No Free Shop da volta os preços das bebidas estavam bem altos e parecidos com aqui, mas tinha uma boa promoção de bourbons e meu namorado comprou Jim Bean pela metade do preço normal.

 

Leques – característico da Argentina, pelo uso no tango, os leques não foram muito fáceis de encontrar. Abanicos, é leque em espanhol, e eu esperava que tivesse alguma loja especialista em abanicos com desenhos e modelos diferentes, mas não. Os únicos lugares em que achei foram no mercado de San Telmo (por 250 pesos, fujam) e na feira de antiguidades de domingo, em San Telmo também, mas onde encontrei por 100 pesos. Os modelos mais comuns são esses de plásticos ou de madeira com papel.

 

Lembrancinhas – outros presentes foram: uma caneca da Mafalda (240 pesos), comprada na loja que fica em frente à estatua, em San Telmo; e descanso de copos (200 pesos) com ilustrações temáticas de Buenos Aires, comprado na loja oficial de presentes de BA, que tem em diversos bairros. Esse tipo de desenho se chama Fileteado e é tradicional da cidade, na feira de domingo de San Telmo são vendidas diversas placas e ilustrações com esse estilo.

 

Chás – minha compra mais especial, mais amada, e também a mais cara, foi esse kit de chás da Tealosophy (960 pesos). Sou apaixonada por chás e antes de ir pra Buenos Aires pesquisei sobre casas de chá na cidade e só li maravilhas da Tealosophy. Na loja que eu fui não tinha espaço para tomar o chá no local, então comprei meio que no escuro e confiando que valeria a pena. Ainda bem que me joguei, porque tem sido uma experiência incrível beber esses chás, eles são muito intensos e aromáticos (mais do que os da Tea Shop), eu indico o sabor Patagônia porque é delicioso e diferente de todos os chás que já tomei: um blend de chá preto com doce de leite e frutas vermelhas da Patagônia.

 

Doce de Leite – passeando pelo Mercado de San Telmo me chamou atenção a loja DDL&CO porque eles tem um mostruário com diversas marcas de doce de leite para experimentar. O atendente era brasileiro, o que ajudou na aproximação e simpatia pelo lugar já que eu não entendo espanhol e assim eu consegui compreender as diferenças de alguns produtos. Decidi comprar da marca Campo Quijano (170 pesos) porque não é um doce de leite doce demais e foi ganhador de prêmios na Argentina, também comprei um alfajor (40 pesos) e algumas balas de caramelo (5 pesos cada).

 

Perfumaria e agenda – essas são as compras mais pessoais que fiz. A vela (120 pesos) e os sabonetes (50 pesos cada) são de uma loja de saboaria artesanal chamada Tienda, também do mercado de San Telmo, quando passei por ela meus olhos brilharam e quando senti o perfume dos produtos meu coração amoleceu, eu adoro essas coisas que fazem pequenos rituais de limpeza no dia a dia. A agenda (335 pesos) eu só comprei porque estava querendo uma para o próximo ano, eu achei lindo esse modelo e por um preço super bom comparado ao que eu tinha visto no Brasil, é da loja Todomoda (tem várias franquias dessa loja pela cidade, com papelaria, acessórios e cosméticos com design voltado para jovens crianças e adolescentes).

Fim  – Essas foram minhas compras durante o passeio de férias em Buenos Aires, acho que tudo o que eu trouxe está sendo muito bem utilizado. Só me arrependi de ter comprado um pote de doce de leite tão grande porque no Uruguai também tem doces de leite ótimos (dizem que até melhores que os argentinos) mas acabei não trazendo nenhum de lá já que não costumo comer muito doce.

Posts relacionados:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *






This blog is kept spam free by WP-SpamFree.