Decidi ir para Cidade do Cabo por acaso, a passagem estava em promoção, e mesmo não sabendo muito sobre o lugar achei que poderia ser interessante. Quando comprei a passagem esperava ver muita desigualdade social, mas quando cheguei lá descobri um lugar desenvolvido economicamente e com pouca pobreza aparente, me surpreendi positivamente. A Cidade do Cabo fica na costa da África do Sul, e é uma das cidades mais ricas do país, principalmente por conta do turismo e agricultura.

Idioma
Durante os passeios que fiz, os guias de turismo contaram que existem 11 línguas oficiais faladas na África do Sul, nem todo mundo conhece todas, geralmente quem trabalha com turismo fala pelo menos uma 5 ou 6. As principais línguas são africanse, inglês e francês.  A Cidade do Cabo é multicultural, pois tem colonização portuguesa, holandesa, inglesa, francesa e alemã.

Moeda
A moeda utilizada é o Rands, então levei dinheiro em dólar e lá troquei os dólares por rands. A cotação que peguei foi de 1 real por 3,9 rands. No geral, achei a comida, transporte, passeios, etc, tudo com preços justos e amigáveis para os brasileiros. Por exemplo: um lanche no Mc Donalds seria 40 rands (R$ 10), uma refeição simples poderia sair por 100 rands (R$ 25), e em um restaurante mais elegante uns 200 rands (R$ 51). As corridas de táxi dentro da cidade sempre ficavam entre 50 e 100 rands (R$ 12 e R$ 25), e se fosse de Uber sairia metade do valor do táxi.

cape-town4

Hospedagem
Fiquei hospedada em uma casa alugada na região de Waterkant, próximo do centro da cidade e também perto do Waterfront, região turística de compras, restaurantes e passeios de barco. A localização era ótima, caminhando algumas quadras encontrava restaurantes e um supermercado. Na rua da casa alugada havia sempre um segurança circulando, contratado pelos proprietários do bairro.

cape-town5

Clima
O clima na cidade geralmente é frio e seco, com exceção do verão em dezembro, janeiro, e fevereiro, quando durante o dia a temperatura pode chegar a 40 graus, mas durante a noite fica fresquinho. Fiz minha viagem durante a primavera, em outubro, e achei que já iria estar quente mas me enganei. Não usei a maioria das roupas que levei e acabei comprando blusões quando cheguei lá. Principalmente nos passeios pela costa e nas montanhas, onde tinha muito vento, passei frio. Teve um dia excepcional que fez muito calor, e daria até para pegar praia.

cape-town7

Sustentabilidade
Uma das coisas que mais que encantou na cidade, foi ver a conscientização com a saúde, meio ambiente e a sustentabilidade. No supermercado e nas lojas o caixa sempre perguntava se era preciso de sacola, eles geralmente cobram pela sacola, e a enchem bastante para reduzir o uso/descarte. Também encontrei muita variedade de produtos orgânicos, que iam de cosméticos à comida, vinhos e cervejas, tudo por um preço acessível, não muito diferente do cobrado por produtos industrializados e com agrotóxicos.

cape-town6

Como chegar
Para chegar até a Cidade do Cabo tive que pegar três vôos, de Porto Alegre à São Paulo; de São Paulo à Joanesburgo; e de Joanesburgo à Cidade do Cabo. O processo todo foi bem cansativo, principalmente porque tive que pegar a mala e fazer check-in novamente em São Paulo e Joanesburgo, onde também passei pela fiscalização de imigração de estrangeiros e tive que apresentar o certificado internacional de vacinação contra febre amarela.

Vacina contra Febre Amarela
Para entrar na África do Sul é obrigatório ter feito a vacina contra febre amarela em pelo menos 10 dias antes da viagem, e obter o certificado internacional emitido pela ANVISA. Em Porto Alegre, fiz a vacina gratuitamente em um posto de saúde, onde marcaram na minha carteira de vacinação. Tive que levar esse comprovante até o escritório da ANVISA, que fica no aeroporto Salgado Filho, para emitir o documento com aceitação internacional.

Fuso Horário
Na volta, não tive que pegar a mala em Joanesburgo, apenas em São Paulo. O cansativo foi se adaptar à troca de fuso horário. Quando aqui no Brasil é meio-dia, na África do Sul já são 5 da tarde.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *