Hermes Trismegisto é considerado O Mestre dos Mestres, o primeiro dos magos. Não se sabe ao certo se ele realmente existiu, já que sua lenda é tão antiga que sua história se perdeu no tempo. Mas, provavelmente ele tenha influenciado a criação dos deuses Toth (mitologia egípcia) e Hermes (mitologia grega), ou pode ser que seu mito tenha sido inspirado nesses deuses. Como explicado aqui, Toth, Hermes e Mercúrio são deuses da sabedoria.

A filosofia disseminada por Hermes, Três Vezes o Grande,  é chamada de Hermetismo e combina ensinamentos de: alquimia, astrologia e teurgia. A expressão hermeticamente fechado, dos potes herméticos, vem do hábito ocultista de só revelar a verdade para quem estiver preparado para ouvir, como diz o ditado: “não entregar as pérolas aos porcos”. Esse sigilo de informações também é comum na maçonaria.

Alquimia é uma ciência que busca purificar e aperfeiçoar certos objetos, como a transformação de metal em ouro. Na verdade essa é uma analogia, visto que o verdadeiro objetivo da alquimia é o aperfeiçoamento pessoal através do auto-conhecimento, nós somos o material que precisa ser lapidado. A astrologia estuda os movimentos, as posições dos planetas, e como isso afeta nossas vidas. Já a teurgia, é o uso da magia por meio da evocação e/ou incorporação de deuses e/ou espíritos.

Em 1908 foi publicado o livro Caibalion, que cita Sete Princípios Herméticos. Os autores são desconhecidos, preferiram manter o anonimato para darem maior relevância ao conteúdo e evitarem a exposição do ego.

Princípio do Mentalismo – O Todo é Mente, o Universo é Mental
O meu mundo é diferente do seu mundo, que é diferente do mundo de todas as outras pessoas. Não só por nossas vidas terem rotinas diferentes, mas porque é a nossa mente que determina o nosso universo. Por exemplo: se duas pessoas olharem para uma nuvem, uma pode ver um cachorro enquanto a outra vê um carro, nossa mente é relativa e pode criar visualizações diferentes. E se nós criamos, nós podemos recriar. O auto-controle mental pode ser usado para moldar o mundo ao nosso redor, este é O Segredo.

hermetic

Princípio da Correspondência – O que está em cima é como o que está em baixo
Este princípio fala que o microcosmo reflete o macrocosmo e vice-versa. É preciso encontrar harmonia entre os planos físico, mental e espiritual. Um problema espiritual pode desencadear em um problema físico, um problema mental pode estar prejudicando o espiritual, e assim todos os planos estão conectados.

Princípio da Vibração – Tudo vibra
A diferença entre matéria, energia, mente e espírito é apenas a vibração. Ajustando a nossa vibração podemos melhorar nossa saúde e bem-estar. Isso acontece com o heiki, com o passe espírita, e outros métodos que trabalham com os crakras e os níveis de energia. Quando nossa energia está baixa, estamos mais propensos a nos sentir doentes, a ter pensamentos ruins, a se irritar facilmente. Quando a nossa energia está alta nos sentiremos felizes e conseguimos harmonizar o ambiente e as pessoas a nossa volta.

chakras

Princípio da Polaridade – Tudo é dual, tudo tem dois polos, e tudo tem um oposto.
Tudo tem o lado positivo e o lado negativo. O medo pode ser negativo, por exemplo, quando nos impede de vencer um obstáculo. O medo pode ser positivo, quando nos previne de um perigo. O oposto do medo é a confiança, esta também pode ser positiva quando acreditamos que algo bom vai acontecer, e pode ser negativa quando esperamos que as coisas mudem sem tomarmos as atitudes necessárias. É possível mudar as vibrações de medo para confiança, de ódio para amor, do frio para o calor.

yinyang

Princípio do Rítmo – Tudo tem um fluxo e refluxo, tudo tem suas marés, tudo sobe e desce.
Durante nossa vida tem momentos que nos sentimos com sorte, em outros com azar. Essa transição entre um polo ao outro descreve o ritmo. O pendulo nunca descansa indo sempre de um lado para o outro. Tudo tem início, meio, fim, e recomeço. Quando atingimos o domínio próprio é possível se precaver e neutralizar os efeitos das oscilações, como quando reconhecemos a existência da reencarnação e assim aceitamos mais facilmente a morte.

Princípio da Causa e Efeito – Toda causa tem seu efeito, todo efeito tem sua causa
Nada acontece por acaso, para toda ação há uma reação, sempre temos que pensar nas consequências de nossos atos. Se estamos em uma situação desfavorável temos que pensar o que fizemos para ter acarretado tal coisa. A lei do Karma utiliza esse princípio, por isso é importante lembrar: “trate os outros como você quer ser tratado” e “não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você”.

Princípio do Gênero – Tudo tem o seu princípio masculino e o seu princípio feminino
Os gêneros são manifestados em todas as coisas, em todos os planos. No plano físico temos como um exemplo, o sexo com que nascemos. Os homens tem o princípio masculino como dominante mas também possuem em si o princípio feminino, e vice-versa.

Resumindo…
É importante lembrar que somos nós que controlamos nossa própria vida, se parece que ela está fora de controle é porque permitimos que outra pessoas ou outra ideia a controlasse. A mente tem o poder de alterar o que está ao redor, assim podemos criar nosso próprio mundo focando os pensamentos e emoções. Com o poder da mente criamos tudo o que pensamos, falamos, acreditamos. Melhorando nossos pensamentos, melhoramos nosso comportamento, influenciamos as pessoas ao nosso redor, e por fim, ajudamos a tornar o mundo um lugar melhor. Já dizia Gandhi: seja a mudança que você quer ver no mundo.

meditation

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *