Moulin Rouge

O Moulin Rouge é um dos lugares que eu mais estava ansiosa para conhecer quando fui à Paris, principalmente por causa do filme e de sua história com a arte e a música. Perdi a conta de quantas vezes já vi o filme, e algumas delas inclusive com os extras de making-of. Eu que não sou uma pessoa muito romântica me encantei demais com o romance de Christian (Ewan McGregor) e Satine (Nicole Kidman), a história pode ser comparada com Romeu e Julieta, um amor impedido de acontecer, mas nesse caso não há família envolvida e sim dinheiro e fama. Sempre me emociono quando ouço a música Your Song do Elton John que é cantada em uma das cenas românticas do filme.

Jane Avril Toulouse-Lautrec

O cabaret foi construído em 1889 em Montmartre, o bairro mais alto de Paris é um lugar boêmio até hoje. Toulouse-Lautrec foi um dos importantes pintores que visitava o cabaret, suas gravuras mostravam as dançarinas de cancã (dança tipicamente francesa), ajudando na publicidade e propaganda do lugar com cartazes no estilo Art-Nouveau (com ornamentos e elementos orgânicos, o estilo foi predominante de 1890 a 1910). A vida boêmia levou o artista a morrer por conta de sífilis e alcoolismo. Uma grande quantidade dos souvenirs de Paris contém suas ilustrações, e é possível encontrar algumas de suas obras originais no Musée d’Orsay.  Em 1952 foi lançado um primeiro filme chamado Moulin Rouge, que não é musical como o filme de 2001, focando na vida de Toulouse, vale a pena ver principalmente quem gosta de história da arte.

Atualmente a noite no Moulin Rouge é bem diferente, o público é composto principalmente por turistas e para entrar é preciso comprar os ingressos com antecedência pelo site. O show dura em média 1h 30min e acontece diariamente às 21:00 e às 23:00 horas, os ingressos custam de 77 a 420 euros, há opções com e sem jantar.

Quando fui acabei não reservando, pois não tenho cartão de crédito, então fomos contando com a sorte. Chegamos com antecedência para tentar comprar os ingressos antes do espetáculo só que eles não vendem até que todas as pessoas com reserva entrem para garantir seus lugares. Com isso foi se formando uma segunda fila, dos “sem ingresso”. Depois que todos já estavam a postos, fomos chamadas e com mais sorte ainda, conseguimos um ótimo lugar, bem central e perto do palco.

https://www.youtube.com/watch?v=yJVXczaWSCU

O show é bem envolvente e animado, não é só de cancã, tem algumas cenas de teatro, outras de circo, e muitas dançarinas fazendo coreografias. O ingresso incluía uma garrafa de espumante, o que também deixou o show um pouco mais divertido. Não é possível tirar fotos durante o show, pois eles possuem uma loja com merchandising, então de dentro só tenho esse registro do fim do show, quando termina todos vão embora afinal tem outra sessão logo depois. O lugar é bem bonito, e elegante, combina com o glamour do espumante, dos figurinos das dançarinas e com a ideia de ser um cabaret de elite.

Moulin Rouge interior

Na saída pegamos um táxi, e tenho muita convicção de que, vendo que tínhamos bebido, e que eramos estrangeiras, cobrou a mais. Quando entramos no táxi a bandeira estava X, chegando ao destino o valor tinha fechado em 12 euros, o taxista mudou a bandeira para Y e automaticamente dobrou o valor para 24 euros. Tentei dizer que estava errado, mas não tinha muitos argumentos, era nossa primeira noite em Paris e ainda estávamos nos acostumando com o ambiente. Gente mau caráter tem em todos os países, até nos mais desenvolvidos. Mas apesar desse infortúnio, a noite tinha sido maravilhosa e inesquecível tanto para mim como para minha mãe, que estava comigo.

Para ir quem vai de metrô, a estação mais perto é a Blanche.

Endereço: 82 Boulevard de Clichy, 75018.

http://www.moulinrouge.fr

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *