Nascida na cidade de Port Arthur em 1943, Janis cresceu deslocada da maioria de seus colegas. Ela sofreu muito bullying quando adolescente, não participava dos eventos sociais do colégio e era ridicularizada por não ter o corpo perfeito e o jeito de moça recatada.

É preferível viver 10 anos intensamente à 70 anos
vegetando em frente a uma televisão.

Foi durante sua fase universitária que sua vida mudou, quando descobriu que sabia cantar, e que por sinal cantava muito bem. Então, montou uma banda de blues e folk com os amigos e nessa época também se apaixonou por uma mulher, se descobrindo bissexual. Mesmo morando em Austin, no Texas, ela era ridicularizada como na adolescência, tendo sido eleita pelo jornal da universidade como o ‘Homem mais feio do campus’. Isso a deixava muito triste e deprimida.

janis-joplin2

Cantar era a única coisa que ela queria fazer da vida, sem terminar a graduação, decidiu ir com sua banda para Los Angeles, onde há mais liberdade criativa e menos preconceito em ser diferente. Na nova cidade ela cresceu como artista, mas também foi cada vez mais se viciando em heroína e álcool.

janis-joplin3

Os amigos dela chegaram a incentivá-la a voltar para Port Arthur para uma desintoxicação, pois tinham medo que ela fosse morrer se continuasse a levar a vida se drogando sem parar. Ela voltou à sua cidade natal, mas depois de um tempo retornou para Los Angeles quando um produtor a recrutou para cantar com banda Big Brother and The Holding Company, que já fazia sucesso.

Algum dia eu ainda irei compor uma música que explique o que é fazer amor com 25.000 pessoas durante um show e depois voltar para casa sozinha.

Juntos, eles fizeram dois álbuns e foram idolatrados pelo público hippie. O abuso de drogas voltou a acontecer assim que Janis retornou para Los Angeles. Segundo entrevistas, os amigos dela falam que o pior momento era o pós show, quando todos os fãs iam embora e ela ficava triste e sozinha. Acredito que muito da depressão e do vício dela sejam por conta de sua baixa auto-estima, e falta de um relacionamento afetivo que desse certo, um amor verdadeiro e companheiro.

Com o grande sucesso de sua voz, Janis se tornou mais importante que o resto da banda, e quis parar de trabalhar com a banda Big Brother. Formou o grupo Kozmic Blues Band, com quem gravou um álbum, e se apresentou no festival Woodstock em 1969. Dizem que ela estava tão drogada na hora de apresentação, que só conseguiu subir no palco por suplício de sua amiga e amante Peggy Caserta.

Em fevereiro de 1970 Janis veio para o carnaval do Brasil, durante esse período ela estava se afastando das drogas e do álcool. Aqui ela se apaixonou por outro americano, David Niehaus. Infelizmente, quando retornou aos Estados Unidos, Janis voltou a injetar heroína, David não apoiava e não queria fazer parte disso, então como outros relacionamentos, não deu certo por causa das drogas.

Todo mundo já esteve apaixonado e foi abandonado, e todo mundo já teve alguém que amou de verdade e que não foi capaz de amar. E isso é dor e é sofrimento, e é dessas coisas que eu falo quando canto, preciso acreditar nas palavras senão não consigo cantar. E lá estou eu expondo a minha alma, meus sentimentos, tudo o que tenho por dentro, e se olho a platéia e eles não estão entendendo, é como um soco na cara.

Nesse mesmo ano, formou o grupo Full Tilt Boogie Band. Janis estava hospedada em um hotel por conta da gravação do novo álbum, e havia combinado com seu noivo Seth Morgan e sua amiga Peggy Caserta de ambos passarem a noite do dia 2 de outubro com ela. No dia, nenhum dos dois apareceu e dois dias depois seu corpo foi encontrado caído ao lado da cama. A mistura de heroína com álcool fez seu corpo parar. A dose injetada poderia ter sido mais forte do que o comum, dizem que naquela semana outros usuários do mesmo fornecedor também morreram de overdose.

Com 27 anos e 4 álbuns de estúdio a vida de Janis foi encerrada. O mais importante é que sua alma era pura, tudo o que ela queria era distribuir emoções através de suas canções, tocar no coração das pessoas, e ser tocada, se sentir amada.

 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *