A atriz mais sedutora que Hollywood já teve se chamava Norma Jean (nascida em 1 de junho de 1926), seu pai é desconhecido, sua mãe tinha problemas mentais e foi internada em um manicômio, por isso Norma passou sua infância e adolescência em casas adotivas onde foi abusada sexualmente diversas vezes. Possuía cabelos pretos e foi dona de casa durante seu primeiro casamento mas decidiu abandonar essa vida pois ela tinha o sonho de ser uma estrela e seu marido não queria que ela fosse atriz. No mesmo ano do divórcio, Norma assinou seu primeiro contrato com a 20th century fox, através de sua agência Blue Book. Nessa época transformaram ela em símbolo sexual, pintaram seu cabelo, criaram um nome artístico e e ela começou a aparecer em vários filme com a personagem de “loira burra e bonita”. Dez anos depois, em 1956 quando Marilyn fazia enorme sucesso, alterou seu nome legalmente.

marilynmonroe1

“Eu sabia que eu pertencia ao público e ao mundo, não pelo fato de ser talentosa ou até mesmo bonita, mas porque eu nunca pertenci a nada ou a ninguém”.

Começou a estudar dança e teatro, no início da carreira tinha papéis pequenos, como figurante principalmente. Para chegar ao estrelato Marilyn seduzia e dormia com quem fosse preciso, diretores, produtores, fotógrafos. A malvada (All About Eve) de 1950 foi o primeiro grande filme que participou, ainda com um personagem de pouca visibilidade. Seu primeiro filme de sucesso em que tinha um dos papéis principais foi O inventor da mocidade de 1952.

marilynmonroe4

Em 1953 foi capa da primeira edição da revista Playboy. Com suas curvas, cintura fina, cabelo loiro, lábios vermelhos e personalidade sedutora atraiu a atenção dos homens mais importantes de sua época. Teve vários casos amorosos, com o ex presidente John Kennedy e seu irmão Robert Kennedy, além de Fidel Castro, Marlon Brando, Frank Sinatra e outros.

Em 1962 começou a gravar o que veio a ser o último filme de sua carreira: Something’s got to give. Nessa época ela estava muito instável e doente, quase não aparecia no set, por isso foi demitida. Após negociações o contrato foi renovado e as filmagens iriam recomeçar. No dia 5 de agosto de 1962 Marilyn foi encontrada morta em sua cama, não teve a oportunidade de concluir o filme. O pronunciamento oficial é de que ela tenha morrido de overdose de pílulas porém é afirmado que não foram encontrados vestígios em seu corpo e seu quarto não estava com características de suicídio. Conspirações dizem que os Kennedys planejaram sua morte para assegurarem os segredos da família. Os atuais habitantes da antiga casa de Marilyn Monroe, ao reformarem o telhado, encontraram diversas escutas escondidas, todas tão modernas que só poderiam pertencer ao governo pois não estavam disponíveis no comércio naquela época.

marilynmonroe3

“…todo mundo está sempre pegando no seu pé. Todos querem uma parte sua. É como se eles tirassem pedaços de você. Acho que eles nem percebem, mas é ‘faça isso, faça aquilo..’ mas você quer ficar intacta – intacta e sobre dois pés.”

Eu acho triste conhecer a história desse ícone popular, sempre vemos a Marilyn em fotos com um sorriso no rosto e em filmes leves e divertidos de comédia e romance, mas sua vida na verdade foi bem triste. Se casou e divorciou 3 vezes, teve mais de 10 abortos, apesar de ela pedir nunca ganhava papéis construtivos, intensos e dramáticos,  não levavam ela à sério. Ela foi criada pela indústria para ser esse modelo de sensualidade, glamour e futilidade. Era uma mulher frágil, carente e inocente que foi manipulada por muitos aos seu redor.

marilynmonroe2

“Algumas pessoas têm sido cruéis. Se eu disser que eu quero crescer como uma atriz, eles olham para a minha figura. Se eu disser que gostaria de desenvolver, a aprender a minha embarcação, eles riem. De alguma forma eles não esperam-me para ser levada a sério sobre o meu trabalho”. 

 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *