viagem

Feira de artesanato e comida no Old Biscuit Mill – África do Sul

Na Cidade do Cabo, sábado é dia de passear no Old Biscuit Mill (Velho Moinho de Biscoito). Esta antiga fábrica de biscoitos hoje abriga diversas lojas: loja de vinhos, chocolate, arte, artesanato, moda, decoração, brechó, design, enfim, há uma grande variedade de estabelecimentos. Ali, experimentei pela primeira vez um vinho orgânico e um chocolate saudável, com muito pouco açúcar (infelizmente este último, não tão saboroso).

(mais…)

Dicas e curiosidades sobre a Cidade do Cabo na África do Sul

Decidi ir para Cidade do Cabo por acaso, a passagem estava em promoção, e mesmo não sabendo muito sobre o lugar achei que poderia ser interessante. Quando comprei a passagem esperava ver muita desigualdade social, mas quando cheguei lá descobri um lugar desenvolvido economicamente e com pouca pobreza aparente, me surpreendi positivamente. A Cidade do Cabo fica na costa da África do Sul, e é uma das cidades mais ricas do país, principalmente por conta do turismo e agricultura.

(mais…)

O que levar na bagagem de mão

Amo viajar, então sempre que surge a possibilidade eu faço minha malinha e vou. Mas fazer as malas não é tão simples assim. Eu sempre passava horas decidindo o que precisaria levar e depois pensava: “o que será que eu esqueci dessa vez?”. Mas de uns tempos pra cá comecei a listar todas as coisas, e isso tem me ajudando muito, quando surge uma viagem eu vou lendo a anotação e adicionando na bagagem. Nesse post vou mostrar tudo o que eu levo na bolsa/mochila de mão. Acredito que nem todos os itens sejam necessários para todo mundo, mas pode ajudar muita gente.

(mais…)

Peru: Conhecendo Qorikancha, o Templo do Sol

Este templo foi um centro religioso, astrológico e político da cidade de Cusco, mas hoje abriga o Convento de São Domingo. Qorikancha, além de ter sido literalmente coberta de folhas de ouro, possuía várias estátuas de ouro com representações da cultura Inca: espigas de milho gigantes, lhamas, o sol, entre outros. Infelizmente tudo foi rapidamente destruído com a chegada dos espanhóis e o local, transformado em um espaço católico.

(mais…)

Peru: conhecendo Moray

Este conjunto arqueológico era utilizado para experimentações agrícolas, em cada nível do solo existem diferentes pressões e temperaturas, a diferença de temperatura entre os níveis inferiores e superiores são de até 15ºC. Então os incas testavam diferentes sementes em diferentes níveis até descobrir onde seriam as melhores plantações para cada tipo de alimento.

(mais…)

Peru: conhecendo Pisac

Esse conjunto arqueológico é formado por terraços agrícolas e construções como cemitérios, altares religiosos e casas. No topo, um pequeno bairro foi construído para a supervisão da produção agrícola que acontecia abaixo. Também dizem que este local foi usado como base militar para proteção contra os ataques espanhóis.

(mais…)

Peru: Sacsayhuaman

Também chamado de Fortaleza, Casa do Sol das Armas e da Guerra, Templo de Oração e Sacrifícios. No idioma antigo, quer dizer ‘Testa Franzida’. A construção foi iniciada em torno de 1438. Milhares de homens, durante mais de 50 anos, extraíram blocos de pedras calcárias e as transportaram para cima da montanha a fim de formar muros de defesa. Do topo, é possível ter uma bela vista da cidade de Cusco.

(mais…)

Livraria Miragem: Um lugar de livros, arte e aconchego.

Em São Francisco de Paula, serra gaúcha, existe um lugar muito especial. Um lugar que te transporta pra outro mundo, que te faz viajar, sonhar, e nunca mais querer sair de lá. Um lugar de livros, arte e aconchego. Quando entrei na livraria Miragem não acreditei que ainda estava no Brasil, a estrutura do lugar (casa antiga de madeira, com uma riqueza de detalhes e decorações maravilhosas) e a grande diversidade de produtos vendidos, me fez lembrar de lugares que visitei nos Estados Unidos e em Paris, mas nunca vi coisa igual por aqui. 

(mais…)

Paris: Museu de Orsay

Antes de entrar no museu já se fica encantado com a beleza do prédio e o clima ao redor. Com o Rio Sena de um lado, bistrôs e cafés no estilo francês do outro, e por vezes, uma banda instrumental tocando na escadaria da entrada. Tudo isso, mais as incríveis obras das galerias, fazem o D’Orsay ser o meu museu favorito.

(mais…)