Na última semana fui para Santana do Livramento a trabalho, cidade que fica na fronteira do Brasil com o Uruguai. Estava hospedada a apenas duas quadras da divisa, então aproveitei e visitei Rivera algumas vezes. Além de conseguir aproveitar um pouco da culinária uruguaia, também fiz umas comprinhas. 

O primeiro prato típico que experimentei foi a Parrilla, um churrasco uruguaio com chorizo, morcilla, chinchulin, molleja e entrecot (talvez eu esteja esquecendo de mais algum tipo de carne). Com exceção do entrecot que é bem conhecido no Brasil, nunca tinha comido essas carnes. Pra mim foi uma aventura pois não costumo comer carne vermelha com frequência, muito menos de partes tão diferentes do boi. Algumas eu gostei, outras achei gordurosas demais, mas mesmo assim valeu a experiência.

No dia seguinte, fui atrás de um lugar que servisse Chivito, adoro esse sanduíche uruguaio, inclusive já tentei fazer em casa alguma vezes. Estava simplesmente incrível. O Chivito tem presunto, queijo, bife, bacon, ovo e azeitona (peço sem alface, tomate e maionese), geralmente é acompanhado por batatas fritas. Tanto nessa refeição como na anterior, gastei em torno de R$ 50,00 com o prato e uma água. Eles aceitaram o pagamento em real ou em cartão de crédito.

Uma das coisas que mais vale a pena trazer de Rivera é queijo, bem próximo dos free shops há diversas vendas de produtos coloniais como queijo, embutidos, galéias e doce de leite. Eles possuem muitas variedades de queijo, experimentei uns três ou quatro para decidir qual trazer. Peguei 500g do que mais gostei e saiu R$ 16,00.

Andando pelas ruas, algumas outras coisas me chamaram a atenção, como uma grande árvore de figos secos, linda, com folhas gigantes. Também passei por um antiquário com objetos antigos de todos os tipos, de carrinho de bebê a gaiolas de passarinho. 

E agora falando sobre o asunto que deve ser de interesse da maioria dos leitores: o que vale a pena comprar nos free-shops. As bebidas alcoólicas estão em torno de 25% a 50% mais baratos do que no Brasil, dependendo da bebida. O que estava valendo muito apena foi a vodka Absolut (750ml) por R$ 38, a espumante Freixenet (750ml) R$ 25, e a espumante J.P. CHENET Ice (750ml) R$ 25. Se tivesse ido a passeio ou com o propósito de fazer compras teria trazido mais, só que por estar viajando a trabalho tive de me conter.

Algumas compras mais aleatórias foram: chaleira com apito (R$ 25), chá indiano e orgânico (R$ 16), chocolate Toblerone (R$ 8) e alfajor Milka (R$ 4). Eu também tinha vontade de ter procurado por algum perfume, mas não achei os preços muito atraentes e como ainda tenho alguns frascos pela metade conclui que não deveria comprar perfume em Rivera. 

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on Tumblr

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *